Rodolfo Rodrigues dos Santos nasceu em São Bernardo do Campo (SP), mas tinha apenas quatro anos de idade quando se mudou para Blumenau (SC). Foi em Santa Catarina que o menino conhecido como “Rude” cresceu, e adquiriu a paixão pela música. Aos 16 anos encontrou em casa um violão, que tinha sido dado pelo avô ao seu pai, quando este ainda era uma criança. Foi então que tudo começou. “Queria aprender a tocar pra fazer uma música” lembra. Rude colocou cordas no violão, pediu para um amigo afinar e comprou revistas com cifras de música. Logo compôs sua primeira canção: “Eu amo você”.A primeira música escrita por Rude tinha apenas três acordes. Os únicos que ele conhecia. Mas foi fundamental para sua carreira. “Era o meu início de verdade, mesmo que eu ainda não soubesse na época” afirma.

Foto: Gabriel Wickbold

Paixão e determinação

Rude ingressou na faculdade de direito em 2001, mas em 2005 largou o curso para dedicar-se à música. “Eu trabalhava das 7h30 às 18h em uma coisa que não me satisfazia”. Pouco tempo depois reuniu alguns amigos e fundou a banda Almarock. Rude era guitarrista e compositor do grupo. Assim que deixou a faculdade e trabalho pela música, a família e os amigos não o entenderam. “A maioria me chamou de doido” conta. Apenas quando começou a se apresentar com a banda passaram a respeitar sua vontade, e a incentivá-lo a continuar no caminho da música.

Foto: Gabriel Wickbold

Em 2007 a banda Almarock gravou seu primeiro CD, lançado em Santa Catarina. O hit “Fuga”, composição de Rude, teve ótima aceitação nas rádios da região, e foi parar no Top 10 do MTV Overdrive. Para o cantor, essa conquista foi essencial para que tivesse certeza de que fez a escolha certa ao optar por seguir carreira na música.

Foto: Gabriel Wickbold

Dois anos depois, Rude resolveu tomar uma atitude ousada e iniciar carreira solo. “Saí da banda porque queria começar algo diferente” diz. Após alguns meses da saída do então guitarrista do Almarock, os demais integrantes também seguiram diferentes caminhos. Segundo Rude, JP e Caio começaram a trabalhar com jazz, e Jota e Rafa preferiram o heavy metal. “Recentemente em um papo com o Jota, ele disse que o Rafa e ele irão voltar como o Almarock” revela.

Um grande amigo de Rude, hoje produtor executivo de grandes astros como Erasmo Carlos, levou o cantor ao Rio de Janeiro para apresentá-lo às pessoas do meio musical. Apaixonou-se pelo Rio “à primeira visita”. “É um polo para a música e a arte! Aqui tenho mais oportunidades e maiores condições técnicas para fazer o meu trabalho” pontua. Rude então deixou Blumenau e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez aulas de canto, teatro, e interpretação para TV e Cinema. Em fevereiro do ano passado atuou no curta metragem “Boa noite, Cinderela”, que foi indicado na categoria de melhor filme no Sundance Film Festival, nos Estados Unidos.

Em abril de 2010, Rude começou a pré-produção do seu CD no Studio Yahoo BRPlus. Sua banda é composta por músicos de destaque no cenário nacional como o baterista Bicudo e o baixista Serginho Ferreira, da banda LS Jack, e o guitarrista Sérgio Knust.

Para a fã Mariana Damasceno, de 19 anos, Rude tem feito um trabalho de qualidade e com muita dedicação. Isto, de acordo com a estudante, não é comum entre os artistas lançados na internet. “Ele quer uma carreira sólida e duradoura” opina. Mariana conheceu o trabalho de Rude através do twitter, e acredita que a voz, a “batida” e as composições do cantor são diferentes do que hoje existe no mercado da música. “Esse é seu grande diferencial” completa. Entre as canções de Rude, as preferidas de Mariana são  “Sangue e Vinho Tinto” e “Deu Saudade”.

Além da música

Depois de comprar uma câmera semi-profissional, Rude passou a ter uma nova paixão: a fotografia. “Apesar de longe de ser uma profissional, peguei gosto pela coisa e já ficava o tempo todo em busca de um enquadramento perfeito”. O resultado dessa busca pode ser visto no Flickr do cantor. Mais recente é o trabalho de Rude como colunista de música no site Blumenews. A comunicação sempre foi importante para ele. “Busco disseminar minhas opiniões e visão sobre a vida em tudo que faço, seja na música, nas fotos, nos vídeos, ou nos palcos” assegura. Para ele, a coluna no Blumenews é o que tem de mais próximo de comunicação direta com o público. “Agora preciso conquistar o respeito e a atenção dos leitores”.

Foto: Gabriel Wickbold

Planos para 2012

Rude pretende levar seu show para São Paulo e trazer para o Sul do país. “Também tenho projetos que podem rolar na televisão, mas são apenas planos por enquanto” instiga. No próximo ano Rude já deve começar a pensar no seu próximo CD.

Clipes

“FANTASMA”  http://youtu.be/nbRI3SEfGug

ALÔ MENINA (regravação de “Hey There Delilah”) http://youtu.be/wiChfiHZxgk

Resumo da participação de Rude no Pirão Catarina, programa da Rádio Univali, quando ainda era integrante da banda Almarock http://twitpic.com/5f9kb0
Clipe oficial de “Fuga” – http://youtu.be/QnWgJLsbUjA

Fã clubes

@PortalRude | @FCrudeSC | @FC_AloMenina

Site

http://www.rudeoficial.com

—-

Letícia Gonçalves