Na última sexta-feira (04), um dos maiores músicos da MPB se apresentou em Balneário Camboriú, no Maria’s Show e Eventos. Zé mostrou que, mesmo com seus 62 anos, sua música ainda faz sucesso com os jovens e os mais velhos.

Confira agora os prós e os contras do show de Zé Ramalho em Balneário Camboriú:

  OS PRÓS:

* A performance foi impecável. Zé Ramalho usou e abusou de seu poderio vocal, conhecidíssimo do povo brasileiro, e a banda que o acompanha se mostrou eficiente em todas as músicas. Zé também interagiu com o público em diversos momentos da apresentação.

* A seleção músical foi excelente. O público conhecia se não todas, a grande maioria das músicas no setlist do Zé. “Terceira Lâmina”, “Admirável Gado Novo” e “Avôhai” foram as mais ovacionadas, mas nenhuma bateu de frente com “Sinônimos”, que aos primeiros acordes já arrancava gritos e aplausos da plateia. Foi a música que fechou com chave de ouro o show do cantor.

* Os covers de Raul Seixas, Geraldo Vandré e Gonzaguinha acrescentaram ainda mais beleza ao espetáculo. Zé e sua banda não “reproduziram” os covers, e sim fizeram uma releitura de suas músicas, adaptando à voz e ao talento de Zé Ramalho.

OS CONTRAS:

* O show atrasou. Com previsão de início para às 23:00h, Zé Ramalho só subiu ao palco as 00:16h, causando certa incomodação ao público. Diferentemente de shows anteriores no Maria’s – do Men at Work, por exemplo – não havia banda de abertura para animar um pouco e aliviar o atraso. O show que começou com “O que é, o que é”, deveria ter começado com “Mistérios da meia-noite”! (turutuntz!)

* O espaço “pista” foi reduzido. Cerca de 70% da pista foi reservada para área vip, aonde foram colocadas mesas e cadeiras. Levando em conta mais o camarote, quem pagou pela pista (que não foi barato não!) precisou se apertar nos fundos e na lateral para tentar enxergar algo do show. As colunas do Maria’s atrapalharam mais ainda esta visão.

* O artista não quis falar com a imprensa. Se foi ordem da assessoria, da produção ou do próprio Zé, isso não se sabe, mas já na entrada o aviso foi específico: O artista não vai dar entrevista à ninguém.

Conclusão: Apesar de alguns erros por parte da organização do evento, o show agradou a plateia, que cantou o tempo todo, aplaudiu e dançou. Valeu a pena até mesmo o atraso. Mesmo quem não conhecia ou era indiferente ao artista aprovou. E que Zé Ramalho continue com sua presença de palco absoluta. Vida longa ao AVÔHAI!

Cristóvão Vieira.