Latest Entries »

A prefeitura municipal de Itapema lançou a programação do tradicional Festival de Verão, que inicia nesta sexta-feira (10) e reúne eventos e shows locais e nacionais. A surpresa dessa edição fica por conta da banda Titãs, reconhecido e premiado grupo de rock nacional. A apresentação dos Titãs acontece na Praça da Paz, centro de Itapema, dia 11 de fevereiro de 2012, gratuitamente. Imperdível!

Os Titãs; (da esquerda pra direita): Paulo Miklos, Branco Mello, Tony Bellotto, Charles Gavin (ex-integrante) e Sérgio Britto.

As informações são do site da Prefeitura de Itapema.

Confira o restante da programação.

     Com 462 programas já gravados e mais de 11 anos de história, o programa Pirão Catarina apresenta o que há de melhor na música catarinense

Foi com um especial de natal que o programa Pirão Catarina, da Rádio Univali, encerrou suas gravações no ano de 2011, completando 462 programas desde que começou, em abril de 2001. O programa, que recebe músicos catarinenses de todos os cantos do estado e de todos os gêneros e estilos musicais, é um projeto de expansão da Univali, aberto para a participação de alunos dos cursos de comunicação, e sobre a coordenação e apresentação da jornalista Liza Lopes Corrêa.

– O programa é um projeto que criei e tem o intuito de apresentar grupos catarinenses de todas as tendências da música. – afirma Liza. – Convidamos grupos ou músicos solo catarinenses que tenham composições próprias, e então fazemos um bate papo descontraído.

E esse bate-papo é a oportunidade dos grupos de divulgar seus trabalhos, assim como é uma oportunidade aos acadêmicos de adquirir experiência no rádio. Analú Vignoli, acadêmica de jornalismo que integra o Pirão Catarina, conta que já se sente mais a vontade ao microfone: “Nós montamos um roteiro, é claro, precisamos nos preparar e conhecer mais sobre a banda que apresentaremos no programa, mas o roteiro acaba servindo como base, e nós precisamos improvisar durante as entrevistas. Com certeza é uma escola.”

Além das entrevistas, o programa conta com quadros, como o Agita, responsabilidade da acadêmica Waltermíriam Santos, uma agenda de shows em Itajaí e região. Outro quadro é o Info Musical, quadro com informações diversas sobre a músicaem Santa Catarina, realizado pela acadêmica Stephani Karolinne Francisco.

Confira agora um trecho do programa Pirão Catarina na rádio Univali com o grupo Quarteto Arreio sem Freio:

Liza Lopes Corrêa comandando mais um Pirão Catarina (Foto: Blog do Pirão)

 Blog do Pirão

Canal do Pirão no Youtube

Por: Cristóvão V. Oliveira

     O estilo musical que na opinião de muitas pessoas, não vai sair de moda nunca, tem destaque no estado. As bandas que tomam a iniciativa de “espalhar” esse som alternativo em vários locais tem sido motivo para que as pessoas ouçam e reparem mais no estilo.

     Parte desse destaque é a Deserta, de Jaraguá do Sul –SC. A banda que iniciou há quatro anos, já sofreu alterações na formação e agora é composta por quatro integrantes, sendo eles: Uly Penso (vocalista) Thirray Priester (guitarrrista) Renato Hafermann (baterista) e Maikon Koroll (baixista). O nome da banda vem do sentido de vazio, que tem muito a ver com o tempo em que estamos vivendo, segundo os integrantes.

      Ulysses afirma que nos shows, além de tocar suas próprias músicas também fazem cover de bandas que são influentes para eles, tais como: Mr. Big, Van Halen, Guns N’ Roses e AC/DC. Ele ainda explica que nas composições todos têm participação direta nos arranjos, mas quem compõe as letras é o próprio vocalista.

      A banda que já tocou para 10 mil pessoas em um show em Indaial – SC comenta que são privilegiados pelo público, pois é perceptível a mistura de gostos e estilos, sem que haja um preconceito. A fã Paloma Melzzi Costa, 19 anos, de Balneário Camboriú, conta que o que mais lhe chama atenção e faz gostar da banda é a presença de palco e o estilo próprio bem anos 80. Ela ainda explica que eles possuem um grande talento e excelente potencial, “As músicas são “fortes”, com letras bem elaboradas, o que mostra que são músicos de qualidade.”

     Eles contam que a meta principal no inicio, era compor, incluir covers no repertório, fazer shows e gravar algumas músicas. Estas foram todas concretizadas. Agora, por falta de tempo, ensaiam uma vez por semana, mas as metas continuam grandes, pretendem gravar um vídeo clipe nos primeiros meses de 2012, assim como tocar fora do estado e alcançar as mídias de rádio e televisão.

     A Deserta acredita que se em quase tudo há música, então os músicos tem que se preocupar com isso, fazendo com que suas composições marquem épocas e façam história. “Enquanto existir juventude e todas as suas características haverá um som “vibrante” que embalara tudo isso e esse som é o Rock, que nunca morrerá” diz Uly Penso.

     A banda segue fazendo shows durante o mês de dezembro e em 2012 além de shows irá focar na divulgação para alcançar seus objetivos e continuar levando o Rock N’ Roll para o público catarinense.

Contato:  desertarock@hotmail.com |desertarrnr@hotmail.com
Fone: (47) 99827683 – (47) 99291081

 

 

Maria Isabel Debatin

Cada vez mais surge no mercado musical novas duplas do novo sertanejo, o sertanejo universitário, um novo estilo que vem cada vez mais conquistando o publico jovem.  A maior parte dos cantores que estão na mídia vem de Minas, porém isso não impede que duplas de outras regiões apostem na carreira sertaneja, esse é o caso da dupla Thiago e Gabriel, que são de Itajaí. Juntos a quase um ano a dupla começou tocando, por convite, em festas familiares onde aos poucos foram evoluindo e se firmaram.

Thiago e Gabriel se apresentando no "7º festival cultural da Univali

A banda é formada pelos cantores Thiago e Gabriel, o baterista Juliano, o baixista Maicon, o guitarrista Reginaldo e o acordeonista Luís Otavio. A banda teve apenas 1 troca de integrante em quase 1 ano de existência, o antigo baixista Bilu saiu da banda para a entrada do atual. Luís conta que a banda não escolheu o estilo sertanejo por esta facilmente no mercado e sim por todos gostarem do estilo, porém curiosamente ele admite não gostar muito.

Sem nenhum CD gravado e algumas composições ainda não divulgadas a dupla vem se apresentando em bares e festivais como, por exemplo, o “7º Festival Cultural da Univali” e que ocorreu no inicio deste semestre, o “ 2º concurso de talentos da Univali” que rendeu o 3º lugar pra banda. Veja as fotos aqui.

Luís Otavaio tocando acordeon no "7º festival cultural da Uivali"

Uma das histórias internas mais interessantes da banda ocorreu em uma tarde qualquer, Luís estava em casa quando o cantor Tiago o fez uma visita surpresa, naquela época Luís era apenas o tecladista da banda, nesse dia ele foi presenteado com o acordeom e obrigado a aprender a tocar. Em 2 meses de aula Luís deixou o teclado e passou a usar o novo instrumento para os shows e continua assim até hoje.

Guilherme Poffo

O Ano de 2012 começará animado em Balneário Camboriú, com o show do DJ francês David Guetta. Para a alegria dos fãs o artista irá se apresentar no Green Valley, no dia 02 de janeiro de 2011, a partir das 22:00 horas.

Nascido em Paris, filho de um restaurador, David começou cedo na musica, aos 14 anos já misturava seus vinis originais em casa e, em seguida, começou a organizar festas em seu porão. Hoje o DJ já vendeu mais de 5 milhões de álbuns no mundo todo. E é hoje um dos artistas e produtor musical mais requisitado no mundo.

Além de DJ é produtor musical e vencedor de três Grammy Awards, Em 2008, ele foi eleito o 5° melhor DJ do mundo e melhor DJ de House Music pela DJ Magazine britânica. Já em 2009 ele conseguiu subir duas posições, sendo eleito o 3º melhor DJ do mundo, atrás apenas de Tiësto e Armin Van Buuren. No ano de 2010, subiu mais uma posição, alcançando o lugar de 2º melhor DJ do mundo. Em 2011 ele alcançou o 1º lugar da tabela de melhores DJ do mundo pela “DJ Magazine”, é a primeira vez que um DJ de house vence o prêmio.

David já fez parcerias com muitos artistas notáveis como Chris Willis, Cozi Costi, Kelly Rowland, Akon e Will.i.am. E já anunciou que também fará parcerias com Britney SpearsRihanna e também com Madonna.

Seu quinto e ultimo álbum de estúdio foi lançado em 30 de agosto desse ano. Foi lançado como um álbum duplo, um disco eletrônico e outro com vocais. O DJ francês inspirou-se em bandas de rock como Kings of Leon e Coldplay para adicionar influências de rock para suas produções de dança. “Where Them Girls At” com Nicki Minaj e Flo Rida foi lançado mundialmente sendo o primeiro single do álbum, e “Little Bad Girl” com Ludacris e Taio Cruz foi lançado como o segundo single.

Os fãs estão empolgados com o show, as vendas dos ingressos, disponível no site do blueticket, já estão no sexto lote, para Osmar Leite Junior, 20 anos, o show vai ser inesquecível, “é um show que é pra ficar pra história, porque pra quem curte música eletrônica e música boa, David Guetta é o melhor no ramo”, é a primeiro show do David Guetta que Osmar irá.

Para Larissa Marcelino, 18 anos, será um sonho ir no show, “ estou super animada, pois sou fã e estou tendo a oportunidade de finalmente conhecer o trabalho dele de perto. É uma oportunidade única, num lugar paradisíaco! Estou super anciosa e ainda falta um mês… Ver o David Guetta vai ser uma das melhores coisas da minha vida”.

Para os interessados em ir ao show, fica uma má notícia, as áreas VIPs já estão esgotadas, tanto no masculino quanto no feminino, e a pista já está no sexto lote.

Ana Paula da Costa

Mais informações no site: http://www.blueticket.com.br/

Primeiro single do último álbum.

A vida desregrada e o consumo de álcool e drogas encurtou a vida de diversos ídolos do rock and roll.  Alguns, porém, não morreram de formas “tradicionais”, como overdose. É o caso de John Bonham, baterista do Led Zeppelin, e Randy Rhoads, guitarrista de Ozzy Osbourne. Eles tiveram mortes tão excêntricas quanto a vida que levaram.

O jaraguaense Michel Murillo Sasse de Azevedo, de 18 anos, lamenta não ter vivenciado os anos 70. Queria ter visto as grandes bandas de rock lotando arenas, e ter ouvido seus hits nas rádios. Fã de Led Zeppelin, Michel afirma que muitos estranham o grupo ter acabado quando o baterista morreu. Mas para Michel, John “Bonzo” Bonham não era “um” baterista. Ele era “o baterista” do Led Zeppelin.

O estudante acredita que John foi um dos mais influentes bateristas de todos os tempos. “Ele criou um método completamente novo, com muito mais velocidade” afirma. De acordo com ele, apesar de John gostar de tocar no Led Zeppelin, era frustrado por não ter a sua família por perto na maior parte do tempo. Por este motivo, passou a beber cada vez mais. O fã conta que, certo dia, John consumiu muito suco de laranja com vodka. Morreu sufocado com o próprio vômito, aos 32 anos, após as 40 doses que tomou.

John “Bonzo” Bonham | Foto: DrummerWorld

Gabriel Villela Kasmierski, de 18 anos, é fã de Ozzy Osbourne.  Ao ler a biografia do cantor, outro astro do rock chamou sua atenção: Randall William Rhoads, conhecido como Randy Rhoads. O guitarrista de Ozzy, de acordo com o estudante de Jaraguá, era diferente dos demais integrantes da banda. Estudava e lecionava música, desde muito novo. “Randy se destacava por tocar em uma banda de heavy metal e apreciar a musica clássica” pontua.

A morte de Randy, segundo o fã, foi durante uma turnê nos EUA. “Foi besteira, total imprudência” diz. A banda estava a caminho de Orlando, de ônibus, mas durante o percurso o motorista Andrew Aycock decidiu parar em casa, porque precisava de uma peça. Andrew também era piloto, mas com licença vencida. “A casa dele era enorme! Tinha pista de pouso de aviões” relata Gabriel. Para aproveitar a parada, Andrew decidiu dar uma volta de avião. No primeiro passeio, levou o tecladista Don Airey e o empresário Jat Duncan. Depois convidou Randy Rhoads e a maquiadora Rachel Youngblood. O fã de Randy conta que, ao voar baixo para assustar os colegas, Andrew perdeu o controle da aeronave e acertou a traseira do ônibus e um pinheiro, foi em direção ao galpão em que o avião ficava guardado, e explodiu.

Randy Rhoads | Foto: Blog Trovatorsfactory

TEORIAS DE CONSPIRAÇÃO

Além de motivos incomuns de falecimento que acontecem no mundo do rock, existem outras razões para que haja polêmica sobre a morte (ou vida) de astros da música. Teorias da conspiração dizem, por exemplo, que Elvis não morreu, e que Paul McCartney já não está entre os vivos há décadas.

Amanda Garcia, 21 anos, cresceu ouvindo Beatles, Elvis, e Jovem Guarda. A assistente Comercial da RBS TV Joinville diz ter sofrido influência dos pais e avós, mas conta que apenas aos 16 anos, ao fazer um trabalho na escola sobre a década de sessenta, apaixonou-se de vez pela música dos reis do iê iê iê. Hoje, sua canção predileta é “All You Need Is Love”, e seu “beatle favorito” é Paul McCartney. “Paul é gênio!” afirma. Para Amanda, em sua carreira solo Paul não perdeu a qualidade e continua eternizando canções. Em novembro de 2010, a fã foi até São Paulo conferir o show do ídolo. “Simplesmente perfeito e inesquecível! O maior espetáculo que eu já vi, e duvido que algo ou alguém possa superar!” define.

Sobre a lenda da morte de Paul McCartney, Amanda diz que ele teria morrido em um acidente de carro, como “conta” a música “A Day In The Life” e várias outras “pistas” deixadas pelos outros Beatles. “Esse Paul que temos desde então seria um sósia” diz. Na opinião da assistente comercial, tudo não passa de um mal entendido. “Os próprios Beatles disseram que todos os indícios eram brincadeiras e que eles estavam até se divertindo com a situação” assegura.

Paul McCartney | Fotos: Blog Beatlescollege

De acordo com as teorias de conspiração, ao contrário de Paul McCartney, Elvis não morreu. As fãs joinvilenses Bruna Zimmermann, 23, e Thayna Luisa Rosa, 16, não acreditam nisso. Bruna afirma que existe uma corrente que defende a ideia de que Elvis teria forjado a própria morte, cansado do sucesso artístico, da vida corrida, dos shows, gravações, entrevistas e assédio em todos os lugares que ia. “De fato ele era uma pessoa de personalidade forte e aparentemente bipolar” opina. “Mas para mim não passa de uma teoria conspiratória, pois não existem fundamentos reais para se acreditar nisso” pondera a agente administrativa. Para a estudante Thayna, os fãs se recusavam a acreditar que o rei do rock havia morrido, e por isso ficou famosa a expressão “Elvis não morreu”.

Elvis Presley | Foto: Fottus.com

Bruna defende a imortalidade de Elvis como ícone do rock, já que 34 anos depois, suas músicas ainda fazem sucesso em todos os cantos do planeta. “Sem dúvida o Rei do Rock deixou sua marca por aqui” finaliza.

Elvis – O Último Show (Hurt, Hound Dog e My Way)

http://www.youtube.com/watch?v=Cn3eotGINs4

Ozzy Osbourne & Randy Rhoads Crazy Train Live After Hours

http://www.youtube.com/watch?v=67ER3SsLQY8

John Bonham Live – Moby Dick

http://www.youtube.com/watch?v=ed5YvFkcR7g

Paul McCartney – Hey Jude (Rio de Janeiro 2011)

Letícia Gonçalves

Carreira Solo

Rodolfo Rodrigues dos Santos nasceu em São Bernardo do Campo (SP), mas tinha apenas quatro anos de idade quando se mudou para Blumenau (SC). Foi em Santa Catarina que o menino conhecido como “Rude” cresceu, e adquiriu a paixão pela música. Aos 16 anos encontrou em casa um violão, que tinha sido dado pelo avô ao seu pai, quando este ainda era uma criança. Foi então que tudo começou. “Queria aprender a tocar pra fazer uma música” lembra. Rude colocou cordas no violão, pediu para um amigo afinar e comprou revistas com cifras de música. Logo compôs sua primeira canção: “Eu amo você”.A primeira música escrita por Rude tinha apenas três acordes. Os únicos que ele conhecia. Mas foi fundamental para sua carreira. “Era o meu início de verdade, mesmo que eu ainda não soubesse na época” afirma.

Foto: Gabriel Wickbold

Paixão e determinação

Rude ingressou na faculdade de direito em 2001, mas em 2005 largou o curso para dedicar-se à música. “Eu trabalhava das 7h30 às 18h em uma coisa que não me satisfazia”. Pouco tempo depois reuniu alguns amigos e fundou a banda Almarock. Rude era guitarrista e compositor do grupo. Assim que deixou a faculdade e trabalho pela música, a família e os amigos não o entenderam. “A maioria me chamou de doido” conta. Apenas quando começou a se apresentar com a banda passaram a respeitar sua vontade, e a incentivá-lo a continuar no caminho da música.

Foto: Gabriel Wickbold

Em 2007 a banda Almarock gravou seu primeiro CD, lançado em Santa Catarina. O hit “Fuga”, composição de Rude, teve ótima aceitação nas rádios da região, e foi parar no Top 10 do MTV Overdrive. Para o cantor, essa conquista foi essencial para que tivesse certeza de que fez a escolha certa ao optar por seguir carreira na música.

Foto: Gabriel Wickbold

Dois anos depois, Rude resolveu tomar uma atitude ousada e iniciar carreira solo. “Saí da banda porque queria começar algo diferente” diz. Após alguns meses da saída do então guitarrista do Almarock, os demais integrantes também seguiram diferentes caminhos. Segundo Rude, JP e Caio começaram a trabalhar com jazz, e Jota e Rafa preferiram o heavy metal. “Recentemente em um papo com o Jota, ele disse que o Rafa e ele irão voltar como o Almarock” revela.

Um grande amigo de Rude, hoje produtor executivo de grandes astros como Erasmo Carlos, levou o cantor ao Rio de Janeiro para apresentá-lo às pessoas do meio musical. Apaixonou-se pelo Rio “à primeira visita”. “É um polo para a música e a arte! Aqui tenho mais oportunidades e maiores condições técnicas para fazer o meu trabalho” pontua. Rude então deixou Blumenau e mudou-se para o Rio de Janeiro, onde fez aulas de canto, teatro, e interpretação para TV e Cinema. Em fevereiro do ano passado atuou no curta metragem “Boa noite, Cinderela”, que foi indicado na categoria de melhor filme no Sundance Film Festival, nos Estados Unidos.

Em abril de 2010, Rude começou a pré-produção do seu CD no Studio Yahoo BRPlus. Sua banda é composta por músicos de destaque no cenário nacional como o baterista Bicudo e o baixista Serginho Ferreira, da banda LS Jack, e o guitarrista Sérgio Knust.

Para a fã Mariana Damasceno, de 19 anos, Rude tem feito um trabalho de qualidade e com muita dedicação. Isto, de acordo com a estudante, não é comum entre os artistas lançados na internet. “Ele quer uma carreira sólida e duradoura” opina. Mariana conheceu o trabalho de Rude através do twitter, e acredita que a voz, a “batida” e as composições do cantor são diferentes do que hoje existe no mercado da música. “Esse é seu grande diferencial” completa. Entre as canções de Rude, as preferidas de Mariana são  “Sangue e Vinho Tinto” e “Deu Saudade”.

Além da música

Depois de comprar uma câmera semi-profissional, Rude passou a ter uma nova paixão: a fotografia. “Apesar de longe de ser uma profissional, peguei gosto pela coisa e já ficava o tempo todo em busca de um enquadramento perfeito”. O resultado dessa busca pode ser visto no Flickr do cantor. Mais recente é o trabalho de Rude como colunista de música no site Blumenews. A comunicação sempre foi importante para ele. “Busco disseminar minhas opiniões e visão sobre a vida em tudo que faço, seja na música, nas fotos, nos vídeos, ou nos palcos” assegura. Para ele, a coluna no Blumenews é o que tem de mais próximo de comunicação direta com o público. “Agora preciso conquistar o respeito e a atenção dos leitores”.

Foto: Gabriel Wickbold

Planos para 2012

Rude pretende levar seu show para São Paulo e trazer para o Sul do país. “Também tenho projetos que podem rolar na televisão, mas são apenas planos por enquanto” instiga. No próximo ano Rude já deve começar a pensar no seu próximo CD.

Clipes

“FANTASMA”  http://youtu.be/nbRI3SEfGug

ALÔ MENINA (regravação de “Hey There Delilah”) http://youtu.be/wiChfiHZxgk

Resumo da participação de Rude no Pirão Catarina, programa da Rádio Univali, quando ainda era integrante da banda Almarock http://twitpic.com/5f9kb0
Clipe oficial de “Fuga” – http://youtu.be/QnWgJLsbUjA

Fã clubes

@PortalRude | @FCrudeSC | @FC_AloMenina

Site

http://www.rudeoficial.com

—-

Letícia Gonçalves

Ben Harper fará show em Florianópolis

Um músico completo. Gravou uma canção com uma famosa cantora brasileira em 2008. Além da paixão pela música, dedica-se a boas ações e é envolvido em várias causas ambientais. Este é Ben Harper.

O som de Benjamin Chase Harper mistura diversos estilos e agrada todas as idades. Sua carreira profissional começou em 1993, com o lançamento do álbum Welcome to the Cruel World, depois disso não parou mais. Foram lançados onze álbuns de estúdio e três ao vivo. Gravou em parceria com muitos astros da música inclusive a cantora brasileira Vanessa da Matta. A canção Good Luck/ Boa Sorte foi uma das músicas mais tocadas nas rádios em 2008.

Para a alegria dos fãs, depois de cinco anos, Ben Harper volta ao Brasil para mais uma turnê. Desta vez para divulgar as músicas de seu ultimo álbum de estúdio, Give Till It’s Done. Em Santa Catarina ele vai apresentar-se em Florianópolis, no Stage Music Park, no dia 4 de dezembro de 2011.

Para a fã Audrey Voight, 18 anos, o show é esperado com muita expectativa: “Estou super ansiosa, apenas 6 shows no Brasil, é imperdível. E quero muito ouvir ele cantando as músicas do novo cd Give Till it’s Gone. A parte mais incrível. Agora, é aguardar até 04 de dezembro e curtir muito!”.

Segunda ela, além do cantor ser muito bom, o lugar onde vai acontecer o show também não deixa a desejar: “O show será em Florianópolis, o lugar, por si só já traz um clima especial para conduzir o evento. Creio que Ben está em uma fase new folk muito favorável às expectativas dos fãs em geral.”.

Os shows no Brasil encerram a turnê de 2011, que já passou pela América do Norte, Europa, Austrália, África e pelo Chile, durante o festival Lollapalooza, em abril.

Ana Paula da Costa

BANDA ULTIMO DIA

Apesar de passar por reformulação é uma das bandas mais pedidas em três rádios de Santa Catarina

     Santa Catarina vem sendo alvo para novas bandas as quais tem gerado muita repercussão nas rádios. É o caso da Ultimo Dia de Balneário Camboriú, que tinha como objetivo principal tirar as músicas dos ensaios e rodas de amigos e se surpreendeu com tamanho reconhecimento. A banda que passa por reformulação e agora conta com dois integrantes, Natan Bernardo Baldo e Daniel Vinicius Camara, ambos guitarristas, tem sido umas das mais pedidas em três rádios de Santa Catarina.

foto divulgação

     Natan e Daniel sempre tocaram em bandas desde 2004. Segundo  Natan, os estilos sempre variaram, foram de hardcore a metal, mas a ideia principal sempre foi compor pensando em um projeto paralelo para algum dia eles terem o próprio som gravado.

     Após escrever algumas letras, os atuais rockeiros começaram a gravar suas primeiras “tracks”. Natan comenta que Promessas, Sombra das Flores e Agora, foram escolhidas porque fizeram parte da evolução dos integrantes. Ele afirma que o que os motiva é saber que o som deles está sendo reconhecido. “Estamos evoluindo e aprendendo a cada dia com essa séria brincadeira de fazer música” comenta. A banda tem duas novas músicas prontas para lançar, o set list conta com sete ou oito musicas em espera. “O trabalho é lento e demorado, então também precisamos ter paciência e conter a ansiedade” diz Daniel.

     Os integrantes explicam que os planos para a Ultimo Dia é não ter planos, e sim, deixar com que o som seja reconhecido e que as oportunidades apareçam por merecimento. Baldo ressalta que a ideia principal é fazer com que a música esteja no lugar que ela merece estar. “Sempre sonhamos que a nossa música estivesse no ouvido da galera, em um cd, um site, algum meio que pudéssemos divulgá-.”

     Para os integrantes é gratificante saber que o som foi bem aceito pelo público. É nítida a evolução a cada composição, visto que em menos de dois meses chegaram a 1000 acessos no palcomp3. ”No começo, trabalhamos muito pra divulgar a banda, agora, temos muitas visitas frequentes mesmo sem pegar pesado na divulgação.“

 Contato:

(47) 9111 6062

Facebook

ultimodiaoficial@live.com

www.palcomp3.com/ultimodia

Maria Isabel Debatin

             “Medindo a pressão” é o nome mais cotado para o disco novo do grupo itajaiense de rock que já tem 7 anos de histórias e outras histórias

“Bem vindo à terra dos mortos, dos caminhos tortos, onde o certo errou…”. Esse é o trecho de uma das dez músicas que compõe o segundo cd da banda itajaiense Ou3tórya. O grupo está finalizando as gravações para o cd que será lançado em janeiro de 2012. O álbum ainda não recebeu nome definitivo, mas o mais cotado é Medindo a pressão.

O baterista Telmo Bonnanoni define as novas composições como “músicas com pouco amor, e mais duras”, diferente das músicas do primeiro álbum, Longa Jornada, de 2005. Nesse disco, a banda implacou canções como Aquele anjo, Mulher Pilantra e a música homônima ao disco, Longa Jornada.

Juliano Schnaider Pedrini, o baixista do Ou3tórya, que chegou em 2007 pra completar a banda, concorda que o álbum vai ser mais rock’n roll: “Não participei da gravação do primeiro cd, mas acho que esse vai ser mais bacana, com letras que fazem você pensar”, completa Juliano.

O Ou3tórya surgiu em 2004, com Telmo na bateria e no vocal Daniel Ventura. Os dois já haviam formado a banda Anti Dopping, hoje instinta, e depois passaram a tocar em bailes de formatura. Cansados de interpretar covers, resolveram produzir um material próprio. “A princípio a banda se chamaria Outra História, mas como somos em três, combinava mais o novo nome ‘3’.” diz Telmo.

Confira logo abaixo a música “Manhã de Verão”, do Ou3tórya. Para contato, acessem o blog da banda.

Banda Ou3tórya em apresentação. Foto: Página da banda no PalcoMp3

 

Por: Cristóvão V. Oliveira